Sistema Fecomercio Sesc Senac IPDC

Defesa do Sistema S e garantias de livre mercado são debatidos em reunião da Diretoria da Fecomércio

Defesa do Sistema S e garantias de livre mercado são debatidos em reunião da Diretoria da Fecomércio

Representantes do Sistema S se reuniram com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para falar sobre a importância do trabalho desenvolvido pela instituição para a sociedade em geral. A informação foi repassada pelo presidente licenciado do Sistema Fecomércio Ceará e vice-presidente administrativo da CNC, Luiz Gastão Bittencourt, durante reunião mensal da Diretoria da Fecomércio, realizada nesta segunda-feira, 14, e coordenada pelo presidente do Sistema Fecomércio Ceará, Maurício Filizola.

De acordo com Luiz Gastão, o presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), José Roberto Tadros, também esteve presente na reunião com o ministro Paulo Guedes, que teve como pauta, principal a defesa do Sistema S. Luiz Gastão explicou que o ministro ouviu as reivindicações e defesas, além de uma explicação de como instituições, dentre elas Sesc e Senac, por exemplo, contribuem para o bem-estar social. Para o vice-presidente administrativo da CNC, foi bastante positiva a reunião e serviu para deixar claro como o Sistema S atua e a sua importância para o País.

Congresso
Durante a reunião, também foi destacada a programação do 35º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, que acontece a partir desta quarta-feira, 15, e tem o objetivo de fortalecer e inspirar o sindicalismo empresarial em busca da auto sustentabilidade, por meio de informações, debates e reflexões críticas sobre as novas políticas que movem as entidades sindicais e representantes legais do comércio de bens, serviços e turismo.

Luiz Gastão lembrou que na quinta-feira, 16, na abertura da programação do Congresso, será celebrado um convênio entre a Confederação Nacional do Comércio – CNC e o Banco do Nordeste do Brasil – BNB para facilitar linhas de crédito aos empresários do comércio de bens, serviços e turismo do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo. O convênio será assinado pelo presidente da CNC, José Roberto Tadros e pelo presidente do BNB, Romildo Rolim.

Após a assinatura do convênio, informou Luiz Gastão, serão criadas subcomissões em cada Federação alcançada por essa parceria, para acompanhar todos os benefícios concedidos, como facilidade ao crédito e acesso a juros abaixo de 5% ao ano. “Esse convênio significa um novo marco de relação entre nós do Comércio e o BNB”, destacou Gastão.

Livre Mercado
Também durante a reunião, foi feita uma análise da Medida Provisória 881/19, que traz mais liberdade econômica e incentivo ao empreendedorismo. Publicada no dia 30 de abril, pelo Governo Federal, ela institui a Declaração de Direitos de Liberdade Econômica, estabelece garantias de livre mercado e fomenta o conceito de Estado Mínimo nas relações empresariais.
Isso significa a redução das intervenções estatais na atividade econômica, desburocratização, simplificação dos procedimentos de constituição de sociedades, prevalência dos acertos contratuais nas relações interempresariais, fomento de novos negócios e ampla liberdade de negociação.
Para Maurício Filizola, a nova medida vem atender a anseios antigos dos empreendedores, que sempre pediram por simplificação, segurança jurídica e desburocratização das relações empresarias. “É preciso elogiar essa atitude”, destacou.
Á tarde foram realizadas as reuniões dos Conselhos Regionais do Sesc e do Senac.

Voltar