Sistema Fecomercio Sesc Senac IPDC

Índice de Confiança dos Empresários melhora e reforça esperança na retomada econômica

Índice de Confiança dos Empresários melhora e reforça esperança na retomada econômica

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Ceará – ICE do bimestre janeiro/fevereiro de 2020 teve incremento de +2,2% no sentimento geral de confiança, com o índice passando de 101,0 pontos, no bimestre novembro/dezembro, para 103,2 pontos na medição atual.

O índice ficou abaixo do verificado no mesmo bimestre do ano passado (105,1 pontos), mas a retomada do otimismo repercute nas decisões de investimento e contratações, reforçando o sentimento geral de esperança na retomada econômica a médio prazo.

O Índice de Situação Presente - ISP teve crescimento de +7,3%, saindo de 74,2 pontos no bimestre novembro/dezembro, para 79,6 pontos no período atual, permanecendo no campo que indica pessimismo (abaixo dos 100,0 pontos). De forma geral, os empresários ainda relatam um sentimento de piora na situação da economia brasileira nos últimos doze meses (78,7% dos entrevistados), reportando queda nos seus setores de atividade (81,3% dos entrevistados).

Já o componente Índice de Situação Futura – ISF aumentou +0,6%, passando de 130,0 pontos no último bimestre para 130,8 pontos no período janeiro/fevereiro, mantendo-se, portanto, no campo que indica otimismo. Colaborou para esse resultado a expectativa de momentos melhores para o setor de atividade para 83,7% dos entrevistados e a previsão de crescimento de vendas nos próximos seis meses para 84,4% dos empresários consultados.

Finalmente, quanto ao Índice de Investimentos das Empresas – IIE, houve melhora de +0,8% resultando em um indicador de 89,8 pontos. O IIE reflete os planos de dispêndio de capital, com 89,1% dos empresários esperando baixo nível de investimento em seus negócios, e reduzida disposição para contratar, intenção revelada por apenas 26,3% dos consultados.

Voltar