Sistema Fecomercio Sesc Senac IPDC

Legislativo e Executivo debatem os números do turismo de eventos

Legislativo e Executivo debatem os números do turismo de eventos

A Fecomércio Ceará, através do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da Fecomércio-CE (CETUR) e o Visite Ceará/FC&VB vão levar ao Legislativo e Executivo municipal e estadual, o debate sobre os dados do desenvolvimento do Ceará no setor de turismo de eventos. Os números são resultado da Pesquisa de Impacto Econômico do Turismo de Eventos Realizados em Fortaleza no ano de 2018, através de uma parceria entre a Federação, o Visite Ceará e a Universidade de Fortaleza (Unifor).

A presidente do CETUR, Circe Jane Teles Ponte e a diretora administrativa do Visite Ceará/FC&VB, Suemy Vasconcelos, apresentaram na tarde deste quinta-feira, 28, a deputados, vereadores, representantes do Governo do Estado e para a presidente da Câmara Setorial de Turismo e Eventos da ADECE (Agência de Desenvolvimento do Ceará), Anya Ribeiro, os principais dados da Pesquisa. O encontro aconteceu na sede da Fecomércio com o objetivo de ampliar o debate sobre a pesquisa e, a partir do direcionamento dos números, pensar em ações e projetos para o segmento do turismo de eventos de forma mais assertiva.

“É exatamente dar conhecimento sobre esses dados e ver como essa ferramenta pode ser melhor trabalhada e aprofundada para resultar em ações e projetos”, explicou Circe Jane. De acordo com ela, uma nova pesquisa será realizada em 2020, novamente com o intuito de apresentar o impacto e a representatividade do turismo de negócios e eventos para a economia cearense.

Incentivo para o 1º semestre

Suemy Vasconcelos ao apresentar a Pesquisa realizada em 2018, explicou que foram levados em conta 26 eventos que renderam R$ 549,6 milhões à economia. De acordo com ela, não foram levados em consideração grandes eventos, como o Fortal, por exemplo. O levantamento apontou ainda que 70% dos participantes de eventos são turistas, 75,3% são motivados por lazer e o gasto médio deles é de R$ 544,37 por dia.

Embora os números sejam positivos, Circe Jane e Suemy Vasconcelos afirmam que ainda há muito o que ser melhorado, como o incentivo do turismo de negócios e eventos no 1º semestre, quando há baixa procura comparado ao segundo período do ano.

Uma das soluções possíveis seria um incentivo nos preços da tabela do Centro de Eventos, por exemplo. Anya Ribeiro, afirmou levantar essa possibilidade e aprofundar o debate para que a ideia seja efetivada no âmbito da Câmara Setorial.

Fundo do Turismo

Além disso, Circe Jane lembrou que o segmento de eventos não está incluído no Fundo de Desenvolvimento do Turismo (Fundetur), o que poderia ajudar a impulsionar a cadeia de turismo como um todo. No dia 31 de outubro, a Assembleia Legislativa aprovou a mensagem do governador Camilo Santana que altera o Fundetur. Com a mudança, o fundo terá maior controle orçamentário e poderá receber recursos provenientes de outras fontes, além das que eram previstas originalmente.

O deputado Elmano Freitas (PT) sugeriu a elaboração de uma minuta com todas as exigências do segmento de eventos para incluir no Fundetur. O parlamentar, juntamente com a deputada Augusta Brito (PCdoB) e o deputado Nizo Costa (PSB) prometeram levar o debate sobre a Pesquisa e a participação do segmento de turismo de negócios e eventos no Fundo para o plenário da Assembleia. Além disso, Nizo Costa, presidente da Comissão de Indústria, Comércio, Turismo e Serviços se comprometeu em articular uma audiência pública com a participação do Governo.

Os vereadores Benigno Júnior (PSD) e Plácido Filho (PSDB), além do representante do vereador Gardel Rolin (PDT), Alberto Júnior, afirmaram que vão dedicar, no tempo do Grande Expediente da sessão da Câmara Municipal, um momento para debater o assunto. “Vamos fazer uma tribuna livre do turismo, com 15 minutos de debate e a participação de todos os vereadores”, destacou Benigno Júnior.

Anderson Palácio, secretário executivo de planejamento e gestão da Secretaria do Turismo do Ceará (Setur) afirmou que o Executivo está aberto e disposto a debater melhorias para o turismo no Ceará. Segundo ele, iniciativas como o Hub aéreo e a construção do Centro de Eventos ajudaram a melhorar o turismo de negócios e eventos.

 

Voltar