Sistema Fecomercio Sesc Senac IPDC

Reunião de Diretoria da Fecomércio debate união da cadeia produtiva para retomada da economia

Reunião de Diretoria da Fecomércio debate união da cadeia produtiva para retomada da economia

O presidente Maurício Filizola conduziu nesta sexta-feira, 23, a reunião mensal de diretoria da Fecomércio-CE. Realizada de forma híbrida, ela reuniu as principais lideranças do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Ceará e debateu iniciativas que visam auxiliar este momento desafiador para os empresários. Segundo Filizola, é necessária união de toda a cadeia produtiva para debater e garantir iniciativas que ajudem na recuperação do setor.

Para debater sobre o assunto, a reunião contou com a participação do presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Taiene Righetto, que fez uma explanação sobre o atual cenário dos bares e restaurantes, citou os números de perdas somadas até o momento e destacou qual o melhor caminho para reverter a atual situação do comércio.

Para Taiene Righetto, a saída é pensar no comércio como um todo, e não apenas cada setor defender sua parte. “Hoje o problema não é mais setorial, temos uma pandemia econômica muito grave. Não dá mais para trabalhar pela defesa de só um setor, tem que ser a economia como um todo. Não adianta voltar uma parte do comércio e a outra ficar fechada, a economia tem que girar”, defendeu.

De acordo com o presidente da Abrasel, o setor de bares e restaurantes registrou 60% de falência em todo Estado. Segundo ele, no primeiro lockdown, em 2020, as empresas tinham reserva para queimar, o que agora é uma realidade bem diferente, onde muitas estão com dívidas. “Apenas 20% do nosso setor retornou. Hoje estamos funcionando com um faturamento 60% menor comparado à primeira onda da pandemia, no ano passado. Ou seja, não está circulando dinheiro na economia”, lamentou.

Taiene Righetto defendeu o diálogo com o governo e o cumprimento rigoroso dos protocolos sanitários. Maurício Filizola concordou. “Esperamos em breve que possamos estar com o funcionamento do comércio ampliado. O cuidado é reforçar o olhar para os protocolos e o nosso papel de liderança no setor é fazer com que isso aconteça de forma plena”, defendeu Filizola.

Assuntos Jurídicos

Seguindo a reunião, o consultor jurídico da Federação, João Rafael Furtado destacou o trabalho de conscientização e diagnóstico que o Sistema Fecomércio vem fazendo sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), esclarecendo os pontos da Lei e como o Sistema e as empresas precisam se adaptar.

Ainda no assunto jurídico, o consultor Eduardo Pragmácio explicou sobre a relação da covid-19 ser considerada uma doença ocupacional ou endêmica. Ele deixou claro que, em princípio, não se caracteriza como doença ocupacional e ressaltou a importância das empresas seguirem todos os protocolos de segurança no ambiente de trabalho.

Também na pauta, a coordenadora de comunicação e marketing, Raquel Barros apresentou o andamento de uma campanha voltada para os sindicatos que visa fortalecer a representação sindical. Na sequência do dia aconteceram as reuniões do Conselhos Regionais do Sesc e Senac.

Voltar